Como funciona um curso de licenciatura em letras?

No post de hoje, vamos falar sobre a licenciatura em letras. Sendo assim, você saberá todos os detalhes sobre o curso: o tempo de duração, o que se estuda, a diferença entre bacharelado e licenciatura em letras, vai conhecer mais sobre segunda licenciatura e muito mais. Então, confira o texto até o final e fique mais bem informado sobre essa área de conhecimento.

O que é licenciatura em letras?

A licenciatura em letras é um curso de graduação, ou seja, de nível superior. Ele é voltado para os estudantes que querem trabalhar com a docência, com a educação e o ensino. Sendo assim, o curso mais tradicional é o de licenciatura em letras português, mas também é possível encontrar licenciaturas em outros idiomas como inglês e espanhol.

O curso de licenciatura em letras a distancia, assim como, o presencial, precisam ter no mínimo quatro anos de duração. Esse é o tempo indicado pelo Ministério da Educação (MEC) para que o estudante tenha acesso a todo o conteúdo e prática necessários para enfrentar os desafios da profissão. Por isso, você precisa verificar essa informação antes mesmo de fazer a sua matrícula.

Além disso, é importante conferir se a instituição de ensino é credenciada pelo MEC. Afinal, é esse credenciamento que torna o seu diploma válido e bem aceito pelo mercado de trabalho, quando você for pesquisar por vagas específicas na área.

Diferença entre bacharelado e licenciatura em letras

A faculdade de Letras é o curso que se dedica ao estudo da literatura e da língua portuguesa. Essa graduação é ofertada em duas modalidades: bacharelado ou licenciatura em letras. A principal diferença entre os cursos está na grade curricular, ou seja nas matérias que serão ensinadas durante a graduação, e também, na área de atuação depois de formado.

Afinal, o curso de licenciatura em letras permite ao graduado dar aulas no ensino fundamental e médio. Já o bacharel, aquele que se formou no curso de bacharelado, passa a ser um conhecedor da estrutura da língua e das suas transformações. Porém, ele não está habilitado para dar aulas de língua portuguesa, apenas o licenciado tem essa permissão.

Isso acontece porque, no curso de licenciatura em letras, além das matérias sobre a área, o estudante também tem acesso as disciplinas específicas sobre a docência. Para você entender melhor sobre o assunto, separamos abaixo um exemplo de grade curricular licenciatura em letras. Confira abaixo e saiba o que estará te esperando durante os quatro anos de aprendizagem.

Grade curricular da licenciatura em letras

1º semestre

  • História da Educação;
  • Prática Textual em Língua Portuguesa;
  • Formação docente para a diversidade;
  • Filosofia da Educação;
  • Libras – Língua Brasileira de Sinais;
  • Sociologia da Educação;
  • Atividade Formativa I.

2º semestre

  • Teoria da Literatura I;
  • Psicologia da Educação;
  • Políticas Educacionais e Organização da Educação Básica;
  • Didática;
  • Educação e Ludicidade;
  • Atividade Formativa II;
  • Atividade Integradora I.

3º semestre

  • Currículo e Planejamento da Educação Básica;
  • Fundamentos da Educação Especial e Inclusiva;
  • Educação Ambiental e Cidadania;
  • Fonética e Fonologia;
  • Teoria da Literatura II;
  • Direitos Humanos, Educação no Trânsito e Relações Étnico-Raciais;
  • Atividade Formativa III.

4º semestre

  • Introdução à Linguística;
  • Literatura Brasileira I;
  • Estudos Morfossintáticos;
  • Literatura Infantil;
  • Atividade Formativa IV;
  • Atividade Integradora II.

5º semestre

  • Fundamentos Teóricos e Práticos do Ensino de Língua Portuguesa;
  • Literatura Brasileira II;
  • Estágio Supervisionado I;
  • Literatura Brasileira III;
  • Transversalidade na Educação;
  • Atividade Formativa V.

6º semestre

  • Fundamentos da Formação do Leitor Literário;
  • Alfabetização e Letramento: desenvolvimento e apropriação;
  • Literatura Infantojuvenil;
  • Avaliação da Aprendizagem;
  • Atividade Formativa VI;
  • Atividade Integradora III.

7º semestre

  • Literatura Portuguesa;
  • Estilística e Semântica;
  • Estágio Supervisionado II;
  • Gestão Educacional;
  • Direitos Educacionais de Crianças e Adolescentes;
  • Atividade Formativa VII.

8º semestre

  • Literatura Portuguesa e Luso-Africana: moderna e contemporânea;
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa;
  • Tópicos Especiais;
  • Trabalho de Conclusão de Curso – TCC;
  • Oficina de Produção e Revisão de Textos;
  • Atividade Formativa VIII;
  • Atividades complementares (pode ser realizada a partir do 1º módulo).

Estágio supervisionado

Como foi possível observar anteriormente, uma das etapas do curso é o estágio supervisionado. E é preciso dizer, que essa fase é bem importante para o estudante. Afinal, é durante o estágio que ele terá o primeiro contato com o ambiente de trabalho da área. Por isso, é importante mostrar vontade de aprender e compromisso. Pois, esse é o momento de colocar em prática todo o conhecimento adquirido no curso e ainda ter ao seu lado um supervisor para mostrar qual é o melhor caminho a ser seguido.

Durante o estágio, é importante que o estudante faça alguns contatos profissionais. Afinal, há chances dele ser contratado pelo mesmo local em que desempenhou o estágio, ou ainda, ser indicado para outra vaga. Então, a nossa dica é que você respeite os horários, mostre interesse em aprender e aproveite essa etapa da melhor maneira possível. Pois, os ensinamentos adquiridos no estágio podem te acompanhar por toda a vida profissional.

Segunda licenciatura

Além da licenciatura que já mencionamos anteriormente, existe também a segunda licenciatura em Letras. Mas, vale frisar que esse curso é voltado por aqueles que já são licenciados em outra área específica e têm interesse em aperfeiçoar ainda mais seu currículo, acrescentando outro segmento. Porém, nesse caso, é possível aproveitar algumas matérias da grade curricular da primeira licenciatura. Por isso, a duração da segunda é mais curta.

Licenciatura em Letras – Mercado de trabalho

É preciso dizer que uma pessoa formada em letras, que opte pela carreira acadêmica terá um alto índice de empregabilidade. Afinal, em todas as áreas da rede básica de ensino sempre haverá vagas para professores dessa área.

E, além de atuar em escolas de ensino fundamental e médio, o profissional também poderá ministrar aulas em universidades, escolas de idioma, cursos preparatórios para concursos e vestibulares. Além disso, pode atuar em editoras, agências de publicidade, emissoras de televisão e de rádio, e ainda no departamento de comunicação de empresas privadas.

Sendo assim, segundo pesquisas recentes, a média salarial para quem se forma em letras é de R$ 2.500,00 em início de carreira e com as especializações ao longo dos anos pode chegara R$ 5.000,00 mensais. Dessa forma, depois da formação, pode ser interessante investir em cursos de especialização, como uma pós-graduação.

Equipe de redação do Radio Educadora 1120

Cada membro da nossa equipe traz consigo uma rica bagagem de experiências e habilidades únicas, formando um coletivo harmonioso que busca incessantemente a excelência na produção de conteúdo. Nossa missão é ir além das expectativas, proporcionando aos nossos leitores uma experiência enriquecedora e memorável.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

1 × 3 =